São Paulo F.C



Na estreia de Osorio, Tricolor derrota o Grêmio e registra marca histórica

Com gols de Luis Fabiano e Rogério Ceni, São Paulo acumulou o seu 12º triunfo consecutivo no Morumbi

A noite deste sábado (6), no Morumbi, contou com todos os ingredientes para o torcedor são-paulino poder curtir o final de semana orgulhoso do seu clube do coração: estreia com boa impressão do colombiano Juan Carlos Osorio, gols dos ídolos Luis Fabiano e Rogério Ceni, recorde no estádio e vaga no G-4 do Campeonato Brasileiro. No primeiro compromisso do novo treinador no banco de reservas, a equipe são-paulina venceu o Grêmio por 2 a 0 e colou nos líderes da competição nacional, agora com 13 pontos em seis rodadas.

De quebra, aos gritos de 'olé' entoados nas arquibancadas, o Tricolor confirmou que vive grande fase no Cícero Pompeu de Toledo em 2015. Com o triunfo sobre os gremistas, o São Paulo acumulou a sua 12ª vitória consecutiva no Morumbi e, dessa forma, quebrou o recorde de 2005. Esta temporada, a equipe venceu 14 dos 15 jogos que disputou diante do seu torcedor. No próximo sábado (13), com a missão de tentar confirmar o seu bom momento, o time visitará a Chapecoense, na Arena Condá.

O atacante Alan Kardec e o goleiro Denis (cirurgias no joelho e ombro, respectivamente), o zagueiro Rafael Toloi (aprimora forma física após trauma no ombro direito), os jovens Lucão e Boschilia (Mundial Sub-20), o centroavante Alexandre Pato (edema na panturrilha esquerda) e o defensor Paulo Miranda (estiramento no músculo anterior da coxa esquerda) não atuaram neste final de semana. Desta forma, o time começou o jogo com Rogério Ceni; Bruno, Rodrigo Caio, Dória e Carlinhos; Denilson, Souza, Wesley, Paulo Henrique Ganso e Michel Bastos; Luis Fabiano.

Antes de a bola rolar, o M1TO - que prorrogou o seu contrato até o final da temporada - recebeu bandeja de prata pelos 128 gols marcados pelo Tricolor. Com o tento anotado no San-São (3 x 2), o capitão se tornou o 10º maior artilheiro da história do clube, ao lado de Raí. O Presidente Carlos Miguel C. Aidar entregou a honraria ao goleiro, que foi ovacionado pela torcida.

Quando a partida começou, os anfitriões trataram de trocar passes na intermediária e, assim, encurralaram os visitantes no campo de defesa. Wesley (direita), Ganso (centro) e Michel Bastos (esquerda) encostavam em Luis Fabiano, que ficava na referência na grande área. O Grêmio não conseguia ter posse de bola no campo de ataque e, desta forma, o goleiro Tiago teve que trabalhar bastante nas saídas de gol no início de jogo.

Michel Bastos começou o embate muito bem, driblando fácil e fazendo dupla boa com Carlinhos pela esquerda. No entanto, diante de um adversário bem recuado, o São Paulo assustou pelo alto. Aos 16 minutos, Michel Bastos cruzou para a grande área. A bola desviou em Araújo e quase surpreendeu o arqueiro gaúcho após cabeceio de Luis Fabiano.

Daí em diante, para tentar mudar o panorama do confronto, os gremistas saíram da defesa e começaram a ocupar mais o campo de ataque. Porém, quando o rival esboçava deixar o duelo mais parelho, o Tricolor balançou as redes aos 26 minutos. Após lançamento para a área, Rodrigo Caio testou, e a bola sobrou para Luis Fabiano. O atacante dominou e, com o goleiro caído, bateu rasteiro. O Fabuloso teve muita calma na cara do arqueiro: ameaçou chute e definiu de esquerda. Belo gol!

Antes mesmo do intervalo, os donos da casa tiveram mais uma oportunidade para marcar, mas ficou no quase. Aos 33 minutos, Wesley recebeu na direita e tentou o chute cruzado. Tiago defendeu e impediu que os mandantes ampliassem a vantagem na capital paulista. Apesar de ser mais agudo e acuar o Grêmio, o São Paulo não conseguiu anotar o segundo gol.

Na volta para a segunda etapa, com a mesma postura, o time são-paulino seguiu tocando a bola no meio de campo para envolver os gaúchos. E foi assim que o Tricolor arrancou mais um grito de gol dos torcedores e agitou as arquibancadas do Morumbi. Aos 8 minutos, o árbitro marcou toque de mão de Marcelo Oliveira, após cruzamento de Wesley, e assinalou pênalti. Com categoria, no canto direito, Rogério anotou o seu 129º gol pelo São Paulo e se isolou no Top 10: 2 a 0!

Controlando o jogo e sem deixar o Grêmio assustar, o anfitrião administrou o placar com tranquilidade e trocou passes no campo de ataque para fazer o tempo passar. Hudson, Thiago Mendes e Reinaldo ainda entraram no decorrer do confronto, que registrou um impressionante recorde da equipe no Morumbi: com o triunfo sobre os gremistas, o São Paulo acumulou a sua 12ª vitória consecutiva no estádio e quebrou a marca de 2005!