São Paulo F.C



Tricolor cria boas oportunidades, mas fica no empate com o Inter

No Beira-Rio, São Paulo foi mais ofensivo, porém não conseguiu balançar as redes pelo Brasileiro

No último jogo antes de Juan Carlos Osorio assumir o comando, o Tricolor ficou no empate sem gols com o Internacional neste domingo (31), no Beira Rio, pela quarta rodada do Campeonato Brasileiro de 2015. Tentando melhorar os próprios números como visitante na temporada e motivado por duas vitórias consecutivas no estádio gaúcho, em 2013 e 2014, o São Paulo criou boas oportunidades para deixar o Rio Grande do Sul com um resultado positivo, mas esbarrou na defesa colorada.

Com a igualdade no placar, os paulistas somaram o sétimo ponto na competição nacional. A partir desta segunda-feira (1º de junho), no Centro de Treinamento da Barra Funda, o colombiano iniciará a sua trajetória no clube já de olho no próximo compromisso do Tricolor. Na quarta (3), no Morumbi, o São Paulo receberá o Santos pela quinta rodada, às 21h (de Brasília).

Para atuar em Porto Alegre, a equipe teve algumas baixas: Paulo Henrique Ganso (questões particulares), Rafael Toloi (lesão no ombro direito), Daniel (cirurgia no joelho direito), Alan Kardec (cirurgia no joelho direito), Denis (cirurgia no ombro direito), Lucão e Boschilia (estão na Seleção Brasileira Sub-20). Dessa forma, o time começou o jogo com Rogério Ceni; Bruno, Paulo Miranda, Dória e Reinaldo; Denilson, Souza, Thiago Mendes e Michel Bastos; Alexandre Pato e Luis Fabiano.

Quando a bola rolou, o São Paulo começou forçando o jogo pelo lado direito, com a dupla Bruno e Thiago Mendes. Os paulistas marcavam sob pressão na saída de bola do Inter e conseguia impedir o avanço em seu campo. Assim, os gaúchos tinham dificuldades de usar as laterais do gramado, e pelo meio esbarravam no trabalho de marcação do São Paulo, que neutralizou o adversário com Denilson e Souza.

Apesar de ter tranquilidade para trocar passes e sem sustos na defesa, os visitantes não conseguiam finalizar com perigo. Diante de um adversário bem postado, os comandados de Milton Cruz só conseguiram explorar as investidas na frente já nos instantes finais do primeiro tempo. Aos 41 minutos, após boa jogada de contra-ataque, Pato recebeu de Michel Bastos nas costas da marcação e bateu rasteiro. Alisson, porém, fez boa defesa.

Pouco depois, aos 43, o Tricolor invadiu a área do Inter em boa troca de bolas. Michel Bastos acionou Bruno, que devolveu de calcanhar. No entanto, a defesa colorada afastou pela linha de fundo.  Após a jogada do escanteio, Pato ergueu na área, e Luís Fabiano acertou o travessão, de cabeça. No rebote, Dória desviou, mas Alisson conseguiu fazer a defesa e impedir que as redes balançassem antes do intervalo.

Na volta para a segunda etapa, o Inter esboçou mais iniciativa e posse de bola, mas encontrou mais uma vez o São Paulo bem postado na defesa. Os anfitriões tinham dificuldade em fazer a bola chegar ao ataque. Dessa forma, assim como nos primeiros 45 minutos, os visitantes conseguiram levar perigo. Aos 6, Luis Fabiano aproveitou vacilo entre Paulão e Rodrigo Dourado e bateu forte após cruzamento da direita. O chute, porém, saiu por cima do gol.

Daí em diante, o confronto ficou parelho e sem grandes emoções. Para tentar mudar o panorama da partida, Milton apostou na entrada do argentino Centurión, que herdou a vaga do Fabuloso. Na sequência, o jovem João Paulo ocupou o lugar de Alexandre Pato, enquanto Michel Bastos foi substituído por Wesley.

As mudanças deram novo fôlego ao Tricolor, que rondou com mais frequência a área colorada. Aos 37 minutos, Wesley chutou de fora da área e assustou o goleiro do Inter. A bola desviou durante a trajetória e saiu pela linha de fundo. A oportunidade foi a última chance clara no embate, que terminou sem gols apesar do ímpeto das equipes: 0 x 0.