São Paulo F.C



No ritmo do G-4

Com a vitória sobre o Palmeiras, Tricolor chegou aos 26 pontos , mesma pontuação do quarto colocado: o Fluminense

9573.jpg

Por Rubens Chiri/saopaulofc.net

Além de reconquistar a confiança para a sequência da temporada 2014, após a eliminação na Copa do Brasil, o triunfo por 2 a 1 na tarde deste domingo (17) sobre o Palmeiras fez o Tricolor colar no G-4, que garante vaga na Libertadores da América de 2015. Com o resultado no Choque-Rei, o São Paulo manteve a quinta colocação no Campeonato Brasileiro, agora com 26 pontos em 15 rodadas, mas encostou nos líderes.

O Fluminense, quarto colocado também com 26 pontos, leva vantagem no número de vitórias (oito contra sete) e saldo de gols (nove contra sete). Na liderança da competição nacional segue o Cruzeiro, com 33 pontos, seguido de perto pelo Internacional (31). Já no terceiro lugar aparece o Corinthians, que detém 28 pontos ganhos.

"O São Paulo está nesse bolo. Se você ganha dois ou três, pode chegar também", afirmou o técnico Muricy Ramalho, que teve a opinião compartilhada pelo elenco.  "Ganhamos do Vitória em casa (3 x 1), mas vínhamos de resultados ruins. Agora, temos 26 pontos. O Cruzeiro vai ser difícil... O Grêmio está subindo... Não dá para pensar em título quando você está sete pontos atrás do líder", opinou o goleiro Rogério Ceni, que acrescentou.

"É não deixar o grupo da frente sair. Temos de lutar pela vitória contra o Inter", avaliou. Na próxima quarta-feira (20), no Rio Grande do Sul, o São Paulo entrará em campo. Desta vez, porém, o adversário será o Internacional. Diante dos gaúchos, o Tricolor tentará entrar no seleto grupo do Brasileiro.

Para conquistar um resultado positivo, a equipe poderá apostar no seu bom momento ofensivo. Após 15 rodadas, o Tricolor detém o segundo melhor ataque da competição, com 25 gols, atrás apenas do líder Cruzeiro (32). Números que servem de motivação extra para o time deslanchar de vez no campeonato.

"Voltar e vencer foi ótimo. Faltam alguns detalhes que temos de corrigir, como aproveitar melhor os contra-ataques, mas o mais importante foi a vitória. Acredito que deixamos uma boa impressão no segundo tempo contra o Palmeiras e, então, temos que manter isso", acrescentou Kaká.