São Paulo F.C



Brasileirão 2014 em números

Souza foi o melhor volante, enquanto Denilson, mais uma vez, foi o melhor passador do campeonato

Melhor volante Brasileirão 2014

Por Rafael Ribeiro / CBF

A grande arrancada do Tricolor no Campeonato Brasileiro de 2014, que garantiu uma vaga ao clube na fase de grupos da Libertadores da América de 2015 e acirrou a briga pelo título com o campeão Cruzeiro, contou com alguns destaques individuais da equipe, que mais uma vez deu show com a bola nos pés. Assim como na edição passada, nenhum outro clube envolveu tanto os adversários como o São Paulo durante os 90 minutos.

Com 14149 passes certos em 38 jogos, média de 373,5 por partida (90,7% de aproveitamento), o time são-paulino foi o que mais trocou passes na competição nacional, seguido por Cruzeiro (14055) e Fluminense (13573). Muito disso passou pelos pés do eficiente Denilson, que mais uma vez se destacou no torneio e mostrou que é importante na ligação entre a defesa e o ataque.

Melhor passador dos Campeonatos Paulista e Brasileiro de 2013, com 97,1% e 96,2% de aproveitamento, respectivamente, o camisa 15 foi mais uma vez o atleta que mais tabelou corretamente no Brasileirão. Em média, foram 56,1 passes certos por confronto. No geral, o jogador são-paulino ficou atrás apenas de Renê, do Sport, com 1622 passes em 38 jogos, contra 1572 do meio-campista tricolor, que atuou em 28 partidas.

A boa fase do marcador, que deu cara nova ao setor após ganhar a primeira oportunidade do técnico Muricy Ramalho, contou com a ótima parceria com Souza. Ao lado do camisa 5, Denilson deu mais segurança ao sistema defensivo e neutralizou boa parte dos atacantes rivais. O São Paulo, aliás, foi o único clube com dois atletas entre os dez que mais desarmaram na competição.

Com 103 roubadas de bola (média de 3,7 por jogo), Denilson foi o oitavo maior 'ladrão' do torneio. Já Souza, com 99 desarmes em 33 confrontos, ficou na décima colocação. O atleta tricolor, inclusive, foi eleito o melhor volante do Brasileirão ao lado de Lucas Silva, do Cruzeiro. Participaram do colégio eleitoral jornalistas, capitães e técnicos dos 20 clubes da Série A, além dos 23 jogadores e integrantes da comissão técnica reunidos nos últimos amistosos da Seleção Brasileira contra Turquia e Áustria, na Europa.

Contratado no início da temporada, Souza chegou ao clube e logo se firmou na posição. Eficiente na marcação e com ótima saída de jogo, o jogador mostrou a sua importância no esquema tático de Muricy. Assim, sempre demonstrando muita categoria, o volante pôde sentir pela primeira vez a emoção de ser convocado para a Seleção Brasileira.

Em outubro, o técnico Dunga relacionou o jogador são-paulino para os amistosos contra a Argentina, no Superclássico, em Pequim, e o Japão, em Singapura. Os compromissos na Ásia serviram de preparativos para a Copa América do próximo ano. Assim como o marcador, o goleiro Rogério também recebeu um troféu no Prêmio Craque do Brasileirão.

Pela segunda vez, o capitão são-paulino foi eleito pelos torcedores e internautas o Craque da Galera em votação realizada pelo GloboEsporte.com - troféu que já havia conquistado em 2007, quando o São Paulo ergueu a taça do torneio. Os números também mostraram que o capitão são-paulino segue com a pontaria afiada.  O M1TO foi o atleta com o maior número de lançamentos certos no torneio: 297 em 35 jogos (média de 8,5 por partida).

Já o Maestro Paulo Henrique Ganso, que com o zagueiro Rafael Toloi foi premiado no Troféu Bola de Prata de 2014, promovido pela Revista Placar e pela ESPN, na última segunda-feira (8), foi o tricolor que mais deixou os adversários para trás: 46 dribles em 34 jogos. A lista de destaques são-paulinos no campeonato ainda conta com os artilheiros Luis Fabiano, Alexandre Pato e Alan Kardec que, com dez gols cada, foram os goleadores do time.

Por fim, Paulo Miranda teve o maior aproveitamento entre os jogadores do São Paulo. Em 15 jogos, foram dez vitórias, quatro empates e apenas uma derrota (75,6% de aproveitamento). Completaram o 'Top 3' com os maiores aproveitamentos o volante Hudson (71,9%) e o polivalente Michel Bastos (68,9%).