São Paulo F.C



Tricolor segura o Grêmio e arranca empate na Arena

Com gol do atacante Luis Fabiano, São Paulo fica no 1 a 1 contra os gaúchos pelo Brasileirão

O Tricolor pontuou novamente no Campeonato Brasileiro 2013. Na noite desta quarta-feira, em Porto Alegre, o São Paulo segurou e arrancou um empate com o Grêmio, por 1 a 1. Com gol do atacante Luis Fabiano, o São Paulo assumiu a sexta colocação da competição nacional antes da parada para a disputa da Copa das Confederações. Após cinco rodadas, os comandados do técnico Ney Franco somam agora oito pontos (duas vitórias, dois empates e uma derrota). Kleber, de cabeça, anotou o tento dos anfitriões.

Sem poder contar com o volante Denilson, que sentiu um incômodo no joelho direito no último treino da equipe, o técnico Ney Franco escalou Wellington para compor o setor de marcação no meio de campo. Já no setor de armação, sem Jadson que está na Seleção Brasileira, Paulo Henrique Ganso foi o grande responsável por articular as jogadas são-paulinas. Centralizado, o meia também ajudou na marcação e abasteceu o trio de frente formado por Aloísio, Luis Fabiano e Osvaldo.

Assim, o São Paulo iniciou o jogo com Rogério Ceni; Douglas, Lúcio, Paulo Miranda e Juan; Wellington, Rodrigo Caio e Ganso; Aloísio, Luis Fabiano e Osvaldo.

ARTILHEIRO FABULOSO

Mesmo atuando longe do Morumbi, o Tricolor não se intimidou e pressionou o adversário atrás da vitória. Dos pés de Luis Fabiano, após bela assistência de Ganso, a equipe só não abriu o placar logo aos 13 minutos porque o goleiro Dida fez grande defesa. O camisa 9 deixou dois marcadores para trás, com habilidade, e bateu cruzado. O arqueiro gremista espalmou e, no rebote, Osvaldo chegou atrasado.

Com mais volume de jogo, o São Paulo abriu o placar na capital gaúcha. Aos 41 minutos, Douglas fez linda jogada pelo meio, se livrou dos defensores e tocou para o Fabuloso. O centroavante escapou da marcação e tocou no canto. A bola ainda bateu na trave antes de balançar as redes e colocar a equipe são-paulina em vantagem antes do intervalo.

PRESSÃO RIVAL

Na volta para a segunda etapa, o panorama do jogo mudou e os anfitriões pressionaram mais. Empurrados por sua torcida, o Grêmio criou as melhores jogadas, mas parou nas mãos do goleiro Rogério Ceni, que fez boas intervenções. Antes que o cronômetro pudesse marcar dez minutos, o camisa 01 praticou três defesas difíceis e parou as investidas gremistas.

Além da competência do capitão tricolor, a trave também ajudou o São Paulo após chute forte de Elano, aos 21 minutos. Nos contra-ataques, o Tricolor tentava sair do campo de defesa, mas parava na marcação adversária. No entanto, apesar de lutar contra a pressão do Grêmio, a equipe sofreu o gol de empate. Aos 41 minutos, o atacante Kleber aproveitou cobrança de escanteio, deixou tudo igual no Rio Grande do Sul e fechou o marcador na Arena.