São Paulo F.C



São Paulo e Minas fazem disputa direta pelo G4

Tricolor visita rival nesta sexta para se manter no pelotão de frente do NBB

São Paulo e Minas vêm confirmando no NBB as expectativas de que seriam equipes para brigar pela parte de cima na tabela. Com campanhas muito parecidas, os rivais se enfrentam às 21h10 nesta sexta-feira na Arena Minas Tênis Clube, em Belo Horizonte, num confronto que vale vaga no G4 da competição. A partida terá transmissão do Fox Sports.

O Tricolor, que vem de vitória segura contra o Pato Basquete fora de casa (106 a 86) atualmente ocupa a quarta posição do campeonato enquanto os mineiros, em franca recuperação após um início instável, vêm logo atrás, em quinto. Pelo regulamento do NBB, os quatro times mais bem colocados na primeira fase avançam diretamente para as quartas de final, daí a importância em se garantir entre as melhores campanhas.

No primeiro turno, Minas levou a melhor em partida marcada por uma decisão polêmica da arbitragem, que deu falta de ataque de Georginho a seis segundos do fim do jogo em lance que o camisa 14 fez a bandeja que empataria o jogo. Os rivais voltariam a se encontrar no Super 8, novamente com vitória de Minas no Morumbi. Para o técnico Claudio Mortari, os confrontos devem ficar no passado e servir de aprendizado para o presente.

"Sabemos onde erramos naqueles confrontos e sabemos que não podemos repetir esses erros se quisermos vencer fora de casa, especialmente contra um time tão forte e experiente como o Minas. É claro que ainda tem muito campeonato pela frente, mas precisamos recuperar o resultado do Morumbi para nos mantermos em boa condição na classificação", avaliou o treinador.

Na avaliação do técnico, a equipe não pode se permitir perder a atenção em nenhum momento da partida, especialmente no primeiro quarto. "Perdemos alguns jogos onde entramos numa rotação abaixo e o adversário construiu uma vantagem que não conseguimos reverter, inclusive contra o próprio Minas no Super 8. Em outros, como São José e Paulistano, conseguimos reverter, mas com um esforço enorme e que nos consome muita energia. É claro que o adversário merece os méritos quando vence, mas não podemos facilitar a vida deles: precisamos estar sempre no nível máximo de concentração", ponderou.