São Paulo F.C



São Paulo disputará próxima edição do NBB

Tricolor finalizou trâmites e está garantido na elite do basquete nacional

Arte SPFC no NBB

Vice-campeão da Liga Ouro, o São Paulo assegurou nesta quarta-feira (3) a participação na edição 2019-2020 do Novo Basquete Brasil (NBB), principal competição do basquete nacional e que vem registrando crescimento significativo e constante nos últimos anos. O Tricolor formalizou a documentação junto à Liga Nacional de Basquete e se juntará aos principais times do país na busca pelo título do torneio, que terá início em outubro.

A chegada à elite do basquete é a coroação de um projeto que em menos de um ano saiu do papel e rapidamente conquistou os são-paulinos. Em dezembro do ano passado o Tricolor dava início à montagem do seu primeiro time masculino da modalidade para iniciar a disputa da Liga Ouro, que começaria em fevereiro. Menos de seis meses depois, decidia a Liga Ouro contra a Unifacisa diante de quase três mil pessoas e mostrava que a novidade havia chegado para ficar.

Para o presidente Carlos Augusto de Barros e Silva, a entrada no NBB é um passo importante para o clube do ponto de vista esportivo. "A entrada no NBB reforça o compromisso da gestão em tornar o São Paulo um clube poliesportivo. A exemplo do futebol feminino, é uma iniciativa que será conduzida com toda a atenção pela nossa gestão. A forma como a torcida abraçou o time e demonstrou apoio incondicional só reforça nossa convicção de que é um projeto acertado. Tenho certeza de que essa nova etapa será ainda melhor, já que o NBB é uma liga altamente profissional e mais uma vitrine para o nosso clube", comentou o presidente.

Antes de iniciar a disputa do NBB, o Tricolor terá pela frente o Campeonato Paulista, que terá início no dia 31 de julho. O São Paulo fará sua estreia contra o Basquete Osasco e integrará o Grupo A da competição, ao lado de Franca, Pinheiros, Mogi, América, Liga Sorocabana de Basquete, além claro, do rival da estreia. As equipes se enfrentam em turno e returno e os dois primeiros colocados avançam diretamente para as quartas de final enquanto os demais enfrentam os adversários da outra chave nas oitavas de final (terceiro colocado de um grupo contra o sexto do outro e quarto colocado contra o quinto). Todos os playoffs são em sistema melhor de três.

A diretoria agora já trabalha na montagem do elenco para a temporada. O ótimo desempenho na Liga Ouro, a força do São Paulo no cenário esportivo e a seriedade do projeto do basquete abriram uma nova perspectiva para o Tricolor em relação ao início do ano. "Há seis meses éramos uma aposta, mas o trabalho desenvolvido mudou nosso patamar e hoje o São Paulo desperta o interesse nos principais jogadores do país. Teremos um time muito forte", projetou o Diretor Executivo de marketing, João Fernando Rossi, que foi um dos idealizadores do projeto de basquete.

Da equipe vice-campeã da Liga Ouro ficaram os alas Jones e Danilo e o armador Igor, que se juntarão a outros atletas que estão sendo contratados. "O torcedor pode esperar uma equipe forte e que chegará para ser protagonista. Estamos trabalhando intensamente para montar um time competitivo e trazendo atletas que farão a diferença", completou o Diretor Geral do Clube Social, Carlos Belmonte.

O trabalho continuará sendo liderado por Claudio Mortari. O treinador acertou um novo vínculo com o clube e aproveitou para fazer um balanço do trabalho até aqui e já projetar o que será o basquete do Tricolor.

"Montamos uma equipe em tempo recorde para disputar uma competição muito dura e embora tenhamos ficado muito tristes pelo vice-campeonato, analisando friamente o resultado foi muito bom pelas circunstâncias de momento. Agora teremos mais tempo para planejar o trabalho, reforçar o plantel e focar nos treinamentos. Estou muito satisfeito com o que fizemos até aqui, feliz pelo reconhecimento ao nosso trabalho e otimista com o que iremos desenvolver de agora em diante", pontuou o técnico.